Viabilizar a Educação Domiciliar

Ferramentas para Viabilizar a Educação Domiciliar e a Distância em Tempos de Confinamento

Cibele Schuelter

18.MAR.2020

Março de 2020. As instituições de ensino superior e escolas de educação básica têm alguns poucos dias para criarem alternativas de disponibilização de conteúdos a distância, a fim de que seus alunos possam desenvolver atividades domiciliares, sem prejuízo completo para as atividades acadêmicas.

Algumas delas já possuem plataformas de LMS (Learning Management System) para as postagens. Mas muitas das IES não dispõem de acesso ao Canvas, Blackboard, D2L, Moodle - apenas para citar as plataformas principais - e podem sentir-se sem saída. Também há a necessidade de tornar professores, coordenadores e gestores responsivos remotamente, ou seja, manterem a capacidade e tempo de resposta durante o trabalho domiciliar. A boa notícia é que nesse momento de dificuldade já há soluções acessíveis, já testadas e usadas diuturnamente por empresas que foram originalmente criadas no modelo de trabalho digital e remoto. Algumas instituições têm a grande chance de sair deste momento maior e mais organizadas em termos de comunicação e organização de pessoas, trabalho e conteúdo do que quando entraram. É um belo exercício de transformação digital. 

Alguns princípios neste momento de emergência são fundamentais: 

1. Pense simples: não adianta inventar projetos mirabolantes, integrações e segmentações complexas. O momento exige rapidez e simplicidade. O mais simples e óbvio já faz parte da comunicação cotidiana. 

2. Rotina e frequência: assim como ocorre em aulas presenciais, criar uma rotina (um determinado tempo em horas), e uma frequência (diária, semanal) ajuda os estudantes a manterem a regularidade acadêmica a que já estão acostumados, e os comprometem a estarem ali nos mesmos horários. Estamos em isolamento, e não em férias. Este sentimento precisa estar presente para os estudantes, qualquer que seja a idade. 

3. Contato do professor: áudio ou vídeo, ou ambos, são fundamentais para fomentar algo que os alunos estão habituados: o contato do seu professor. Ainda que possam ser usados materiais escritos, vídeo-aulas prontas de origens diversas, o contato do professor deve estar presente e ter o tom de orientação. 

4. Registro de atividades: como se trata de uma continuidade de calendário acadêmico, é fundamental que todas as atividades, independente da plataforma, sejam registradas, gravadas e organizadas, de forma a manter a comprovação que o cronograma escolar exige. 

Opções de distribuição de conteúdo: 

Trello: por meio de quadros, listas e cartões é possível organizar e priorizar projetos de maneira intuitiva e simples, inclusive compondo a divisão de tarefas em grupo, com possiblidade de atribuir responsabilidades e prazos. Essencial para organizar um cronograma, distribuição de tarefas, disciplinas e mesmo para trabalhos em grupos de turmas ou alunos. Também há versão para celular, que permite que tudo seja preenchido pelo smartphone. 

Teamwork: semelhante ao Trello, esta ferramenta permite que se organize listas de tarefas, quadros, portfólios, anexos e projetos. Ideal para montar times de trabalho de forma colaborativa, enviar arquivos, compartilhar telas, e ser eficaz no com acompanhamento de cumprimento de prazos. Também é responsivo para smartphones e utilizável para áudio e vídeoconferências. 


 

Slack: é uma ferramenta que organiza as conversas em grupos, como alternativa inteligente ao whatsapp ou e-mail. O Slack possibilita criar e organizar canais com grupos de pessoas diferentes. A força de busca da ferramenta é muito superior à do Whatsapp, por exemplo. Para gestão de conversas em grupo é uma ferramenta poderosa em razão exatamente deste mecanismo de busca de históricos. Também a integração com outras ferramentas, como o Trello e como o Zoom, permite conexões diretas, sem processos de autenticação. Comparando ao Whatsapp e ao e-mail, onde as comunicações passadas se perdem ou se tornam irrelevantes com o passar do tempo, no Slack a gestão de comunicação com o time fica dentro da plataforma e do canal. Pode ser usado para organizar professores, disciplinas e conteúdos. 

Facebook: numa página FanPage (página de empresa/escola) facilmente criada pela instituição de ensino, ou mesmo usando a página já existente, é possível criar grupos de estudo, por séries e turmas. Também podem ser postados vídeos, fotos, esquemas, documentos de forma aberta ou restrita. A live do Facebook, como a do Instagram ou do Youtube tem grande aderência entre os jovens. O ideal é que ao fazer lives para alunos sejam utilizadas mais de uma plataforma de transmissão simultaneamente. 

Hangout Meets: é uma funcionalidade do G Suites que acaba de ser liberada pelo Google gratuitamente. A plataforma Hangouts Meets é útil para videoconferências, aulas e reuniões de até 250 pessoas simultaneamente. 

Zoom: é um sistema de vídeoconferência e webinar pelo qual as reuniões ou aulas podem ficar gravadas, destaque para a forma de convidar os participantes: por e-mail, SMS, redes sociais, etc. 

Confluence: é um espaço de trabalho da equipe em que o conhecimento e a colaboração, juntos, geram uma espécie de wikipedia da companhia. Uma ferramenta que possibilita armazenar e consultar informações relacionadas ao negócio. Seja criar uma ata de reunião, consultar uma tabela de preços, digitalizar contratos físicos, ou até mesmo documentar todas as informações relacionadas ao produto. Existe uma necessidade real e diária de produzir e documentar a produção de conteúdo diária. Serve até mesmo para criar um projeto pedagógico. A ferramenta evita que todo o histórico de uma comunicação fique descentralizado em diversos arquivos, pastas, caixas de e-mail. 

Whatsapp: permite grupos de até 256 pessoas, com ou sem manifestação do público. A palavra pode ficar apenas com o administrador da plataforma, podendo ser compartilhados fotos, vídeos e documentos. 

Telegram: concorrente direto do whatsapp, o aplicativo de mensagens Telegram, permite grupos de até 200 mil usuários. 

Whereby: Ferramenta para reunião de 4 a 12 pessoas. A vantagem para um Google Hangouts ou similar é que não é necessário criar um link novo a cada encontro. É como uma sala com endereço fixo. Basta enviar sempre o mesmo link para as pessoas e você também acessá-lo. Até 4 pessoas podem participar da reunião no plano gratuito. 

Hotmart: ambiente para postagem de cursos e materiais. É possível criar conteúdos gratuitos. Equivale a um LMS. Concorrente da Eduzz. 

Eduzz: ambiente para postagem de cursos e materiais. É possível criar conteúdos gratuitos. Equivale a um LMS. Concorrente da Hotmart. 
 

A lista de ferramentas disponíveis é infindável. Mas o mais importante neste momento é abrir-se ao novo, experimentar e colocar as equipes, professores e alunos conectados pelas facilidades da tecnologia já existentes. Sem medo de errar. Já é um excelente primeiro passo! 

CIBELE SCHUELTER | Consultora da Hoper Educação

  • Facebook Clean Grey
  • YouTube Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey
RSS Feed

+55 45 3026 0100   hoper@hoper.com.br

FOZ DO IGUAÇU

Avenida República Argentina, 3370 - Sala 03 - Jd. Panorama - 85856 578 - Foz do Iguaçu - PR - Brasil

BRASÍLIA

SHN Qd. 01, Bl. "F"- Entrada "A", Conj. "A", Edifício Vision Work & Live - 10º andar - Sala 1003 - 70701-060 - Asa Norte -  Brasília - DF - Brasil (agende seu horário pelo telefone 45 3026.0125)

 

Copyright © 2014 HOPER EDUCAÇÃO. Todos os direitos reservados.

hoper, analize, ssa, sagah, portal, universitario, consultoria, indicadores, solucao, aprendizagem, assessoria, gestao, academica, educacao, educacionais