Voltar
Voltar
Voltar

Informativo Quinzenal

PARA ONDE CAMINHAM AS PROFISSÕES?

26.11.2018

 

A tecnologia está transformando a sociedade, moldando o mundo de uma forma completamente diferente da qual estamos acostumados. Em outras palavras, está nos levando para um futuro desconhecido. A simples reflexão acerca dos novos modelos de negócios que surgiram, como o da maior empresa de transporte de passageiros, sem frota própria (e em pouco tempo, sem motorista), nos dá pequena amostra de tal mudança que não irá parar por aí.

 

Estima-se que nos próximos anos a inteligência artificial vai excluir milhares de pessoas do mercado de trabalho, extinguir profissões e, ainda, dar origem a novas profissões que sequer imaginamos. Isso, vai ocorrer em escala global e vai afetar a economia de todos os países. Mesmo assim, a maioria das pessoas ignoram o tamanho da ruptura tecnológica que está por vir em curto espaço de tempo, entre dez e vinte anos.

 

Tais mudanças tem sido tema de muita discussão e estudos. Um exemplo reside numa pesquisa realizada pela Universidade de Oxford. Esta, apontou que 47% dos empregos irão deixar de existir nos próximos 20 anos. Várias profissões estão inseridas nesta lista, inclusive professores, médicos e advogados.

 

Essa substituição, já ocorreu em outras épocas. Na revolução industrial as pessoas foram substituídas por máquinas (trabalhadores que saíram do campo e foram executar tarefas simples nas indústrias, apertando parafuso, como criticamente apontou Chaplin em Tempos Modernos). Posteriormente, com a automatização da indústria, os trabalhadores migraram para a prestação de serviços.

 

Espera-se, com a inteligência artificial, mais uma grande revolução. Por isso, quando se pensa em profissões e empregos no futuro, uma das conclusões que se chega é em ocupações com pessoas de alta qualificação, que irão trabalhar com robótica, mineração ou análise de dados, realidade aumentada, entre outras.

 

Diante deste cenário, como as IES estão se preparando para este futuro incerto - um futuro que nem ao certo sabemos como será?

 

65% das crianças que estão no ensino médio hoje, irão trabalhar em uma profissão que não existe. Alguns dizem que o foco no futuro será em conhecimentos gerais, outros relatam que serão as habilidades comportamentais e não as técnicas ou os conhecimentos específicos como se vê hoje, como, por exemplo, a Contabilidade, uma vez que a inteligência artificial ou, robôs, poderão aprender a habilidade técnica que temos hoje. Neste sentido, uma pesquisa do Fórum Econômico Mundial, destacou as 10 habilidades mais importantes para o profissional do futuro:

O profissional do futuro precisará saber como pensar e não mais o que pensar. As IES terão que se adaptar, mudar o currículo das profissões, ensinar habilidades e competências que vão ao encontro do futuro cenário. Atualmente, a maioria das escolas e Universidades ensinam o que pensar e não como.

 

A era da reprodução em massa, resultante de um modelo de pensamento industrial linear, passou. A informação virou commoditie, está disponível na internet. No entanto, isso não quer dizer que não será necessário desenvolver-se tecnicamente. É necessário. Porém, a velocidade da mudança pode ser grande e essas habilidades técnicas, perderem sentido, valor, restando a capacidade de pensar, solucionar problemas, ou ainda, as habilidades comportamentais, que dificilmente, um robô irá adquirir. A pessoa terá que saber lidar com frustrações, ganhar um dia, perder no outro, ou melhor, aprender a desaprender e a reaprender, constituindo outra competência, o autodidatismo.

 

Portanto, talvez seja a hora de repensar se é mesmo necessário que as Universidades continuem formando especialistas. Talvez, seja o momento, de formar generalistas, preparados para enfrentar o mercado profissional em constante transformação. Sobreviverão aquelas IES, como diria Darwin, mas se bem “adaptadas”.

 

O mundo mudou e o perfil dos alunos também. A sua IEs está preparada para esse novo cenário? Conheça as nossas soluções para essa mudança de cultura na aprendizagem. Fale conosco.

 

 

 

 

 

 

 

Vânia Hernandes 

Consultora da Hoper Educação.

 

 

 

 

 

EXPEDIENTE:

Revisão: Maria Luiza Zarro e Márcio Schünemann – Diagramação: Fernanda Souza - Imagem: Fernanda Souza

 

ATENÇÃO: Não é permitida a reprodução integral do conteúdo acima. A reprodução parcial é permitida apenas na forma de citação e com link para o conteúdo na íntegra. Plágio é crime (Lei 9610/98).

 

Please reload

Últimos artigos

Please reload

Cadastre-se para receber nossas newsletters

Leia Mais

Please reload

  • Facebook Clean Grey
  • YouTube Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey
RSS Feed

+55 45 3026 0100   hoper@hoper.com.br

FOZ DO IGUAÇU

Avenida República Argentina, 3370 - Sala 03 - Jd. Panorama - 85856 578 - Foz do Iguaçu - PR - Brasil

BRASÍLIA

SHN Qd. 01, Bl. "F"- Entrada "A", Conj. "A", Edifício Vision Work & Live - 10º andar - Sala 1003 - 70701-060 - Asa Norte -  Brasília - DF - Brasil (agende seu horário pelo telefone 45 3026.0125)

 

hoper, analize, ssa, sagah, portal, universitario, consultoria, indicadores, solucao, aprendizagem, assessoria, gestao, academica, educacao, educacionais

Copyright © 2014 HOPER EDUCAÇÃO. Todos os direitos reservados.